COMPLEXO
USO MISTO

COMPLEXO
USO MISTO

COMPLEXO
USO MISTO

COMPLEXO
USO MISTO

COMPLEXO
USO MISTO

Desafio

Implantado em um terreno de 50.032m², com um maciço arbóreo significativo no centro, um programa extenso de centro comercial, edifício corporativo e edifício residencial de alta densidade, buscamos a maior integração entre os usos e o melhor aproveitamento da edificabilidade para o projeto.

Solução

A partir da composição do terreno em relação ao maciço arbóreo central, e a necessidade do programa, o partido foi dividir a área em duas porções, onde a maior foi destinada ao centro comercial e um edifico corporativo, tendo acesso pela avenida principal de maior fluxo, e a outra destinada ao residencial, que tem acesso por via local e como vizinho uma grande área verde de preservação permanente. Entre essas duas partes foi criada uma ruptura entre os usos formando uma promenade, com comércios em ambos os lados da via para atender a essa nova comunidade.
Para a implantação do centro comercial existiam dois caminhos, o mais óbvio retirando o maciço arbóreo ou o mais singular, que consistia em abraça-lo construindo ao seu redor, tirando proveito dele e propondo um projeto único com uma praça central com cobertura retrátil e um bosque já formado com grande escala. Concebido com 62.000m² de área construida distribuídos em 4 pavimentos, o centro comercial convencional, com seu conteúdo de lojas e entretenimento, passa a ser extraordinário, respirando seu microclima e gerando conforto interno.
Em sinergia com o centro comercial e completando o programa de usos mistos do projeto, a proposta traz uma torre corporativa icónica que marca o acesso ao empreendimento e marca o endereço na paisagem, uma torre com linguagem contemporânea e uma fachada altamente eficiente que se integra à identidade do conjunto.
Já para o projeto residencial, foi necessário refletir em como compor um programa de 900 unidades habitacionais em uma área tão pequena, assim o caminho escolhido foi descartar a ideia de dividir em várias torres e fazer um grande e único edifício divido em blocos. Com uma população de 3.000 habitantes, partimos do desenho de uma pequena cidade que possui uma praça com edifícios em seu entorno, transformando em algo compacto e vertical, fazendo desta praça central o coração desse projeto, criando uma pequena cidade vertical composta por diferentes volumes na fachada em volta de um espaço para o encontro das pessoas. O térreo está pensado para ser uma extensão do entorno, com uma ciclovia conectando o acesso dos blocos com a cidade.
Cada bloco foi tratado de forma independente, com sua própria circulação vertical e direcionado a um uso especifico, adaptando-se a necessidade do morador, que pode variar no decorrer do tempo.
As tipologias e áreas de lazer variam ao longo do edifício, as unidades menores, apartamentos estúdios, estão nos pontos mais altos focando no público de solteiro e casal sem filho, com lazer desenhado para eles tendo piscina com borda infinita, lounge e vista para a cidade. Ao aumentar o número de integrantes da família, é possível adquirir um apartamento maior e com áreas de lazer destinadas a família, com churrasqueira na varanda e piscina familiar. Os blocos menores são destinados ao público com mobilidade reduzida, sendo todo acessível e mais próximo ao chão. O edifico foi pensado de maneira que fosse possível passar a vida em seus diferentes momentos, apenas trocando de apartamento e assim atender as diferentes necessidades de cada etapa da vida do seu morador.

programa

COMPLEXO DE USO MISTO COMPOSTO POR CENTRO COMERCIAL, TORRE RESIDENCIAL E TORRE DE ESCRITÓRIOS

localização

SÃO PAULO - SP

início do Projeto

2016

área construída

337.000,00m2

Cliente

-

profissionais

FABIO AURICHIO, FELIPE LOPES, LUCIANA MAKI, MARIANA SOARES, FERNANDA CINQUETTI, FERNANDA SARNO, MARCELO NAGAI

colaboradores

CA2 CONSULTORES AMBIENTAIS ASSOCIADOS

Mais projetos similares

EDIFÍCIO
SKY GALLERIA

MULTIFAMILY
GALLERIA

COMPLEXO
USO MISTO

WTORRE
BROOKLYN